Páginas

Desculpe-me

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

1 comentários


Oi! Sei que não estou mais atualizando o blog com frequência, isso está acontecendo porque minhas prioridades mudaram momentaneamente. Agora estou me dedicando aos estudos e preciso de tempo para organizar a minha rotina. Peço que não abandonem o Romantic Princess. Prometo que logo voltarei com novidades!
Atenciosamente, Larissa Miranda.

Momentos de Inspiração 20ª Edição

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

17 comentários
26 de Novembro de 2013
Querida mamãe,

Estou sentindo muito a sua falta, principalmente estes dias, quando estive a lembrar das longas conversas que tínhamos, quando realizávamos o serviço de casa. Lembrei de certo dia em que, enquanto estendia as roupas no varal eu te observava, admirada com a mulher habilidosa que sempre foi. Sempre fui sua maior admiradora, sempre tentei lhe imitar em tudo, e sinto muita falta de como éramos unidas naquela época. Era tempo de colégio, e seus conselhos eram sempre muito práticos para os desafios que eu enfrentei em minha vida. Até hoje me lembro de cada um deles. 
Me tornei a mulher que sou hoje por sua causa. Mãe a senhora tem dois netos lindos! O Pedro já tem sete anos e o Lucas acabou de nascer! Tenho certeza que eles amariam conhecê-la. Meus olhos estão cheios de lágrimas agora, mais eu não estou triste, não se preocupe. Apenas imagino como seria bom tê-la aqui, neste momento tão especial para mim.
Foi triste o momento em que nos despedimos, a dor daquele dia, até hoje insisti em machucar o meu peito. Mais esforço-me em pensar nas coisas boas que vivemos. Porque a senhora teve que partir? Ainda precisava dos seus cuidados amorosos quando me disse adeus. Escrevo essas palavras para te dizer o quanto lhe amo, e o tamanho da falta que fazes em minha vida. Espero que ouças, onde quer que esteja.
Mãe, eu te amarei por toda a vida.
Larissa Miranda.


Este texto faz parte da blogagem coletiva do blog M@myrene.
Me diz o que você achou? E participe também! Clique Aqui.

Querido Diário #3

sábado, 23 de novembro de 2013

4 comentários
16 de Janeiro de 1970
Querido Diário,

Ontem quando fui ao mercado, estive com Thomas. Fomos até a praça e passeamos de mãos dadas. Foi a primeira vez que ele pegou em minha mão! Agora eu sei o que é amar alguém. Apesar de ter pouco tempo que eu o conheço, sinto que é ele, o rapaz que irei amar por toda a minha vida. 
Hoje pela manhã eu o vi passar em frente a minha casa. Tive receio que ele viesse aqui, pois meus pais ainda não sabem do nosso amor. Mais logo irei contar sobre o meu namoro, e com certeza dará tudo certo. Só tenho receio deles não aprovarem. O que hei de fazer se eles me proibirem de vê-lo?
A única certeza que tenho, é que meu coração bate forte quando vejo Thomas e é ele, sim, é ele que faz minhas lágrimas virarem sorrisos, que faz o meu inverno se tornar primavera e que me ensinou o sentido de amar. Lutarei pelo nosso amor.
Fim.

Ainda não leu as páginas anteriores do diário de Elisa? Então venha conhecer como a história de amor desse casal começou. Clique Aqui.

Consciência Negra: Raízes D'África (poema)

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

2 comentários
Google imagens

 Raízes D'África

Meu coração é negro!
Negro brilhante!
Sou filha de um povo
Que sofreu com muita dor e aflição...
Povo tirado de sua Pátria
e introduzido brutalmente
Na mais triste escravidão

Explorado, desamparado
O que poderia fazer?
Se com  a vida  tão injusta,
 Sentindo a dor da chibata,
Era obrigado ao trabalho
E com tanto descaso, viver!

Diante vil sofrimento,
Ao sentir imensa dor...
Preconceito,  diferença
São marcas  por sua cor.
As marcas dos anos ficam,
 Produzem tristes lembranças
De famílias desfeitas,
De um povo esquecido
E de uma nação ressentida
Vivendo sem  esperanças.

Se a escravidão  a findar
Com o preconceito acabaria?
Uma Nação de sangue  forte
Jamais sucumbiria...
Sua cor  de brilho escuro
Cultura, Arte, Ciência,  
Mãe/África a libertar
O Mundo da escravatura.

Os negros foram esquecidos,
Simplesmente pelo fato
Da aparente precisão
 De se ter um escravo?
- Eles viam a necessidade
De se ter superioridade...

Vivendo com dificuldade,
Depois de  retirados do seu lar
Depois de destruída  sua família,
Depois que lhe tiraram  o direito de sonhar...
Neste momento eu percebo que,
 Com a abolição da escravidão
Pouca coisa aqui mudou
 E o preconceito que os brancos impuseram
Durante séculos continuou...
Ainda hoje somos vitimas desse mal que nos rodeia!

Mas, minha descendência crioula
Voa em busca da liberdade:
-Sangue que corre em minhas veias
Sinto  o que todos os brasileiros sentem
Orgulho das mãos fortes,
Da gente oriunda da MÃE- ÁFRICA
BERÇO DA HUMANIDADE
E que  contribuiu para o nosso Brasil crescer,
E florescer culturalmente!

Pois,  se  uma raça é dominada cruelmente
 De um povo  ninguém lhe tira a identidade !
(Larissa Miranda)

(Este poema foi premiado em um concurso literário e está registrado em minha autoria. Qualquer tipo de uso sem a minha permissão está infringindo a lei que protege os direitos autorais.)

Google imagens






Momentos de Inspiração 19ª Edição

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

9 comentários

Minha participação no projeto Momentos de Inspiração 19ª Edição do blog M@myrene

Paixão pela leitura

A cada página que leio sinto meu coração transbordar.
O que há de ser esse desejo de ler que existe em mim?
A leitura me faz sorrir, ou até chorar, as vezes
Me faz flutuar ou até mesmo embarcar num barco a velas.
Nas histórias que leio me encontro e me perco.
Sejam elas de reis e princesas
De prisões, cadeias
Ou até mesmo daquilo que me dá medo.
Já dei gargalhadas sozinha ao ler
Ou chorei horrores por causa daquela personagem.
Sabe, agora eu só preciso mesmo é de um lugar calmo
Para embarcar nesta nova viagem.
Não sei o porquê dessa paixão pelos livros
Só sei que sem eles eu não seria a mesma.
(Larissa Miranda)

 
Me diz o que você achou? E participe também!
Para participar Clique aqui 


Seguidores

 
Romantic Princess | por Templates e Acessórios ©2010