Páginas

Desculpe-me

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

1 comentários


Oi! Sei que não estou mais atualizando o blog com frequência, isso está acontecendo porque minhas prioridades mudaram momentaneamente. Agora estou me dedicando aos estudos e preciso de tempo para organizar a minha rotina. Peço que não abandonem o Romantic Princess. Prometo que logo voltarei com novidades!
Atenciosamente, Larissa Miranda.

Momentos de Inspiração 20ª Edição

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

17 comentários
26 de Novembro de 2013
Querida mamãe,

Estou sentindo muito a sua falta, principalmente estes dias, quando estive a lembrar das longas conversas que tínhamos, quando realizávamos o serviço de casa. Lembrei de certo dia em que, enquanto estendia as roupas no varal eu te observava, admirada com a mulher habilidosa que sempre foi. Sempre fui sua maior admiradora, sempre tentei lhe imitar em tudo, e sinto muita falta de como éramos unidas naquela época. Era tempo de colégio, e seus conselhos eram sempre muito práticos para os desafios que eu enfrentei em minha vida. Até hoje me lembro de cada um deles. 
Me tornei a mulher que sou hoje por sua causa. Mãe a senhora tem dois netos lindos! O Pedro já tem sete anos e o Lucas acabou de nascer! Tenho certeza que eles amariam conhecê-la. Meus olhos estão cheios de lágrimas agora, mais eu não estou triste, não se preocupe. Apenas imagino como seria bom tê-la aqui, neste momento tão especial para mim.
Foi triste o momento em que nos despedimos, a dor daquele dia, até hoje insisti em machucar o meu peito. Mais esforço-me em pensar nas coisas boas que vivemos. Porque a senhora teve que partir? Ainda precisava dos seus cuidados amorosos quando me disse adeus. Escrevo essas palavras para te dizer o quanto lhe amo, e o tamanho da falta que fazes em minha vida. Espero que ouças, onde quer que esteja.
Mãe, eu te amarei por toda a vida.
Larissa Miranda.


Este texto faz parte da blogagem coletiva do blog M@myrene.
Me diz o que você achou? E participe também! Clique Aqui.

Querido Diário #3

sábado, 23 de novembro de 2013

4 comentários
16 de Janeiro de 1970
Querido Diário,

Ontem quando fui ao mercado, estive com Thomas. Fomos até a praça e passeamos de mãos dadas. Foi a primeira vez que ele pegou em minha mão! Agora eu sei o que é amar alguém. Apesar de ter pouco tempo que eu o conheço, sinto que é ele, o rapaz que irei amar por toda a minha vida. 
Hoje pela manhã eu o vi passar em frente a minha casa. Tive receio que ele viesse aqui, pois meus pais ainda não sabem do nosso amor. Mais logo irei contar sobre o meu namoro, e com certeza dará tudo certo. Só tenho receio deles não aprovarem. O que hei de fazer se eles me proibirem de vê-lo?
A única certeza que tenho, é que meu coração bate forte quando vejo Thomas e é ele, sim, é ele que faz minhas lágrimas virarem sorrisos, que faz o meu inverno se tornar primavera e que me ensinou o sentido de amar. Lutarei pelo nosso amor.
Fim.

Ainda não leu as páginas anteriores do diário de Elisa? Então venha conhecer como a história de amor desse casal começou. Clique Aqui.

Consciência Negra: Raízes D'África (poema)

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

2 comentários
Google imagens

 Raízes D'África

Meu coração é negro!
Negro brilhante!
Sou filha de um povo
Que sofreu com muita dor e aflição...
Povo tirado de sua Pátria
e introduzido brutalmente
Na mais triste escravidão

Explorado, desamparado
O que poderia fazer?
Se com  a vida  tão injusta,
 Sentindo a dor da chibata,
Era obrigado ao trabalho
E com tanto descaso, viver!

Diante vil sofrimento,
Ao sentir imensa dor...
Preconceito,  diferença
São marcas  por sua cor.
As marcas dos anos ficam,
 Produzem tristes lembranças
De famílias desfeitas,
De um povo esquecido
E de uma nação ressentida
Vivendo sem  esperanças.

Se a escravidão  a findar
Com o preconceito acabaria?
Uma Nação de sangue  forte
Jamais sucumbiria...
Sua cor  de brilho escuro
Cultura, Arte, Ciência,  
Mãe/África a libertar
O Mundo da escravatura.

Os negros foram esquecidos,
Simplesmente pelo fato
Da aparente precisão
 De se ter um escravo?
- Eles viam a necessidade
De se ter superioridade...

Vivendo com dificuldade,
Depois de  retirados do seu lar
Depois de destruída  sua família,
Depois que lhe tiraram  o direito de sonhar...
Neste momento eu percebo que,
 Com a abolição da escravidão
Pouca coisa aqui mudou
 E o preconceito que os brancos impuseram
Durante séculos continuou...
Ainda hoje somos vitimas desse mal que nos rodeia!

Mas, minha descendência crioula
Voa em busca da liberdade:
-Sangue que corre em minhas veias
Sinto  o que todos os brasileiros sentem
Orgulho das mãos fortes,
Da gente oriunda da MÃE- ÁFRICA
BERÇO DA HUMANIDADE
E que  contribuiu para o nosso Brasil crescer,
E florescer culturalmente!

Pois,  se  uma raça é dominada cruelmente
 De um povo  ninguém lhe tira a identidade !
(Larissa Miranda)

(Este poema foi premiado em um concurso literário e está registrado em minha autoria. Qualquer tipo de uso sem a minha permissão está infringindo a lei que protege os direitos autorais.)

Google imagens






Momentos de Inspiração 19ª Edição

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

9 comentários

Minha participação no projeto Momentos de Inspiração 19ª Edição do blog M@myrene

Paixão pela leitura

A cada página que leio sinto meu coração transbordar.
O que há de ser esse desejo de ler que existe em mim?
A leitura me faz sorrir, ou até chorar, as vezes
Me faz flutuar ou até mesmo embarcar num barco a velas.
Nas histórias que leio me encontro e me perco.
Sejam elas de reis e princesas
De prisões, cadeias
Ou até mesmo daquilo que me dá medo.
Já dei gargalhadas sozinha ao ler
Ou chorei horrores por causa daquela personagem.
Sabe, agora eu só preciso mesmo é de um lugar calmo
Para embarcar nesta nova viagem.
Não sei o porquê dessa paixão pelos livros
Só sei que sem eles eu não seria a mesma.
(Larissa Miranda)

 
Me diz o que você achou? E participe também!
Para participar Clique aqui 


Querido Diário #2

sábado, 16 de novembro de 2013

12 comentários
08 de Janeiro de 1970
Meu querido diário,


Já se passaram uma semana desde que nos conhecemos.Estou tão feliz pois o verei novamente amanhã. Sim, eu sei que meus pais não aceitariam o nosso amor, mais o que fazer se não consigo mais suportar um segundo sem ele? O amor é assim, não escolhe dia nem hora, ele aparece quando estamos preparados para fazê-lo florescer. E isso ninguém pode impedir que aconteça. 
As nossas vidas mudaram no instante em que o vi. Parece que algo me disse que ele seria o amor da minha vida. Quando os olhos dele tocaram os meus, senti que naquele momento nossos corações se uniram em um só querer: descobrir o amor. Mais nem sempre o universo conspira ao nosso favor. Sinto que ainda haverá muitos desafios para enfrentarmos, mais sei que juntos conseguiremos vencer.
Que seja eterno o amor que hoje nos une.
Fim.
Google imagens

Elisa escreve em seu diário

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

5 comentários


Amanhã novamente leremos as palavras de Elisa, em seu "Querido Diário", onde ela registra sentimentos através de suas belas palavras.
Aguardem com expectativa mais uma de suas lindas declarações de amor!
Até amanhã queridos amigos!

Tudo que ainda quero viver (texto de otimismo)

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

7 comentários
Google imagens

"Felicidade nada é, senão a liberdade de ser quem sou." (Larissa Miranda)

Dançar na chuva
Correr entre flores no jardim,
São coisas que ainda quero fazer na minha vida.
Nada acabou 
Ainda temos muito para viver
Para fazer acontecer
Ainda que o mundo diga que tudo está perdido.
Cada manhã?
Um recomeço.
Pretendo sim fazer tudo de novo, se isso for o que vai alegrar o meu dia.
Erros e mancadas me farão crescer
Se eu sempre estiver disposto a com eles aprender.
Faço da minha vida APRENDIZADO.
Sei que ela é muito curta para viver em vão.
Por isso quero que cada detalhe do meu dia
Floresça em meu coração.
Quero lembranças vívidas de dias felizes
E de momentos que podem não voltar,
Mais que valeram a pena durante o tempo que duraram.
(Larissa Miranda)





Momentos de Inspiração 18ª Edição

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

7 comentários





Querido ex-amor,

Irei em busca da minha liberdade. Por favor, não chore de saudades minhas, pois o vento que levou-me onde eu queria ir com certeza voltará, para enxugar as tuas lágrimas. Meus passos correram em direção ao meu destino, ficar aqui, limitada a ser o que todos esperariam que eu fosse, é muito pouco para mim. 
Sinto que minha alma é como um navio, prestes a dar sinal de partida, sabendo que logo adiante verá outros mares a navegar. Sei que meus pensamentos correm livres por este mundo afora e eu sempre quis acompanhá-los. É o que agora faço. Perdoe-me, não sou muito boa com despedidas. Mais sei que entenderá o que quero dizer-te. Acredito que ainda nos encontraremos nesta vida. Aí, quem sabe então, eu estarei preparada para amar-te como mereces. Por enquanto, sinto que meu coração só pode dizer-te adeus.


Me diga o você que achou? 

E venha também participar da Blogagem Coletiva do Blog M@myrene !


Querido Diário #1

sábado, 9 de novembro de 2013

0 comentários
 01 de Janeiro de 1970
Querido diário,

Hoje passeando pela praça, como faço todos os fins de tarde, enquanto apreciava a beleza do sol a se pôr, um rapaz me chamou atenção. Ele era lindo, com seus cabelos castanhos que balançavam com o vento, sua pele morena e seus encantadores olhos verdes que não paravam de fitar-me. Nunca o havia visto, mais parecia que já nos conhecíamos desde bem pequenos. 
Ele sentou-se ao meu lado e se apresentou, e me disse seu nome, Thomas. Sua voz era tão suave como o canto de um rouxinol. Poderia ficar por horas e horas o ouvindo falar. Será que fui errada por tê-lo dado atenção? 
Sei que sou nova para o amor, mais parece que me encantei por aquele rapaz. Espero que esse encanto passe logo, pois não sei se ele sentiu o mesmo por mim. É, as vezes o destino nos surpreende, mexe com os nossos sentimentos e nos deixa em uma situação difícil de lidar.
Fim.
Google imagens

Novo quadro do blog: "Querido Diário"

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

1 comentários
Google imagens


Oi amigos! Estes dias estive pensando e resolvi criar um quadro semanal para o blog: o "Querido Diário". Cada registro no diário será publicado ao sábado, começando assim amanhã. Neste quadro conheceremos a história de Elisa e Thomas, um casal que se conheceram por acaso, se apaixonaram e enfrentaram juntos muitos desafios para poder viver uma linda história de amor. Conheceremos as suas desilusões, os seus anseios, suas lágrimas e seus risos, enfim, enxergaremos o coração de quem ama alguém verdadeiramente.


Espero que eu tenha o apoio de vocês através dos comentários (como sempre tenho), e que gostem!
Larissa Miranda

Minha timidez

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

0 comentários

Hoje o céu está tão lindo.

Onde estão os seus olhos para que eu possa me enxergar?




A cada verso que eu escrevo são teus detalhes que passo a descrever.
Nunca amei como eu te amo.
Nunca quis alguém como eu quero você.
Por mais que não me ame, que ainda não perceba que meus sentimentos são verdadeiros, eu esperarei.
E se por acaso alguém, não com mais amor do que eu mais que não tem vergonha de o revelar, conquistar teu coração, quero que seja feliz. Como eu jamais serei sem você. (Larissa Miranda)

Ensina-me a amar

terça-feira, 5 de novembro de 2013

0 comentários
 
Google imagens

Esse querer, tão de repente me dominou, me enfeitiçou, o brilho dos teus olhos. Tão puros e sinceros são os seus gestos de amor, que meu próprio eu interior, me condena, por não achar que eu seja digna de amar-te como merece. Permita-me ao menos aprender com a tua inocência, ensina-me a viver com a pureza de uma criança. 
Nos meus caminhos, conduza-me com a quietude dos teus passos, que da humildade extrai a essência da felicidade. Ah, como és feliz!  Sim, és um refúgio pra minha alma, que se sente tão só, tão falha, tão incompleta, tão imperfeita se estou sem você. Sou digna de lhe pertencer, anjo? Peço que não canse de mim. Seus cuidados me elevam a alma, e estou sim, aprendendo a te amar como merece. Só espero um dia, colher os frutos de um amor puro, que quero viver contigo.


Momentos de Inspiração 17ª Edição :

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

0 comentários
 

03 de Novembro

Querido diário,

Hoje estive com ele. Fomos ver o pôr do sol. Como foi lindo ver aqueles lindos olhos azuis se fundirem com  a cor do sol ao se pôr. Acho que nunca me senti tão bem. Eu nem poderia imaginar que hoje estaríamos tão ligados, tão apaixonados, quando naquele dia ele me pediu em namoro. Mas o amor nos pega de surpresa, não é?
Só não imagino mais como seriam os meus dias se não pudesse mais tê-lo junto a mim. Como eu queria trazer do céu uma das estrelas, ou a lua quem sabe, só para agradá-lo. Queria poder comprar todas as flores do mundo para alegrar o dia dele se  por acaso, ele amanhecesse triste. Mais o que está ao meu alcance irei fazer: usar a minha vida para fazê-lo feliz. Acho que descobri o amor.

 Fim.
 

Gostaria de participar do projeto momentos de inspiração do blog M@myrene ? Então clique aqui .
 

Te deixo partir

sábado, 2 de novembro de 2013

4 comentários
Google imagens

Olhando para dentro de mim, percebo que já nem sei se te esqueci. Apesar de repetidas vezes afirmar para mim mesma que não existe mais nada entre nós, ainda sinto saudades, e isso machuca muito. As escolhas que nós fizemos na vida, nos afastaram, e esfriaram o amor que tínhamos no princípio.
Não estava nos meus planos ver o nosso amor morrer, e me peguei muitas vezes, perguntando-me o que faria sem ter você.  Mas ainda não estava madura o suficiente para curar as feridas que o tempo causou. 
Será que um certo alguém chegou e roubou o espaço em seu coração que antes era só meu? Acho que não suportaria saber que um outro alguém consegue te fazer feliz. Como eu não consegui. Mais mesmo assim, deixo você ir. Te deixo partir mesmo sabendo que não serei feliz sem você.

Muito mais que um amigo

terça-feira, 29 de outubro de 2013

0 comentários

Se por acaso, intencionas me amar, cuide para me dominar suavemente, toque o meu rosto tranquilamente e aos poucos. Diga-me palavras que me conquistem pois o meu coração já não é mais inocente, os espinhos já o perfuraram e marcas intensas ainda não cicatrizaram.
Faça com que eu me entregue e não sinta dor. Meu intimo não suportaria sofrer novamente. Não magoe esse coração por apenas me usar e mais uma vez deixar grandes marcas, me impedindo de descobrir o sentido de amar.
Se eu pudesse ouvir tranquilamente a voz serena do amor sussurrar ao meu ouvido, ela me diria, amavelmente: - " Ele é mais que um amigo." Mas os ruídos de decepções antigas já me impedem de perceber o quão lindas são as frases de amor, quando verdadeiramente sentidas... 
(Larissa Miranda)

Loucura de amar (Poema)

sábado, 26 de outubro de 2013

1 comentários

Google imagens

 Loucura de Amar

E o que fica desta vida
senão o amor vivido
o amor sentido
o amor correspondido?
Pergunto-me o que é o amor,
senão o querer desesperador
o entregar-se inconscientemente
o queimar-se em fogo ardente.


Pode dizer que deveras vive
aquele que não sabe amar?
Se é o amor que clareia a escuridão
que dá vida às estações...

O amor dá sentido às emoções!
E foi no instante que lhe avistei
que passei então a viver,
e meu coração, a ti entreguei.

Ah, o amor! Nos faz agir como bobos
como loucos apaixonados
mas há quem não queira esta loucura?

Provar da doce ternura
sentir o coração estremecer
Contemplar a luz do luar
e com um simples beijo
sentir a dor, no mesmo instante, curar.

(Larissa Miranda) 


P.S : Se desejarem comentar sobre o post, clique em comentários, logo ali, próximo ao título. Ficarei feliz de saber o que achou. Beijos :)

A luz do dia (poesia)

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

0 comentários
 
Google imagens
O dia amanhece,
Mais o frio da noite ainda assola meu coração.
Tristeza então... Solidão talvez.
Não tenho o segredo para acalmar a tempestade do meu peito.
Meu coração bate, para, estremece e entristece.
E enquanto isso a vida prossegue.
Seus caminhos tortuosos ainda terei de conhecer,
Passar pelas inúmeras tristezas tendo a fé de que viverei em alegria
Até que chegue então o momento,
Em que não mais amanhecerá sem que eu veja a luz do dia.
(Larissa Miranda)

P.S : Para fazer comentários sobre aquilo que publico no blog, clique em comentários, ali, próximo do título da publicação. Ficarei feliz em saber o que achou. 

Declaração de amor (Poesia)

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

1 comentários

Tu és o brilho do nascer de um novo dia
A magia do por-do-sol
A tua alma reluz e me ilumina.
Tu tens a pureza de um menino
Que me enche de fascínio
Com seu jeito inocente de ser...
O brilho dos teus olhos confundem-se com o brilho das estrelas,
A tua voz é mais bela que o som das águas do mar ao quebrar-se na beira da praia...
Teu sorriso transforma escuridão em luz, e cura qualquer mal que me sobrevenha,
Teu corpo e alma refletem perfeitamente a grandeza das criações de Deus, a perfeição com que fostes dotado...
As maravilhas deste mundo certamente invejam o privilégio que a mim foi dado... Amar-te!
E como eu te amo! A cada dia tu, me encantas, me faz subir aos céus, me deixa cada vez mais apaixonada pelo teu jeito todo especial de ser... (Larissa Miranda)

Look and poetry: Passeio com as amigas

0 comentários

  " E o que torna bela esta vida, senão a conquista inesperada da preciosidade de aprender a amar?" (Larissa Miranda)


Oi! Hoje eu vim compartilhar com vocês um passeio que fiz com algumas amigas aqui, na minha cidade. Nas fotos estou usando uma camisa laranja, uma calça jeans e um tênis.
Espero que gostem das fotos :)



Beijos e abraços :)



Aprender a te esquecer

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

0 comentários
Google imagens
Você acredita que mesmo depois de todo esse tempo, meu coração dói com a sua ausência? Foi difícil vê-lo sair por aquela porta.
Ao tentar impedi-lo de ir, senti a chuva molhar meu corpo por inteiro, como que numa tentativa falida de lavar a minha alma.  Mais as lágrimas que corriam em minha face, machucavam como se estivesse abrindo uma enorme ferida em meu peito. Você virou a página e nem sequer lembrou que deixava aqui, um alguém que lhe amava. 
Queria poder entender o que levou você a desistir da nossa história. Se a cada amanhecer dediquei a você, o florescer de cada flor, o orvalho de cada árvore, cada raio de sol. Dediquei a você cada segundo dos meus dias. Mesmo assim você embora. Por que não me ensinou a te esquecer?
Mas a minha alma que já está destruída, não conseguiria viver com a incerteza... Então não volte! Não quero pensar que ela possa ter sido melhor que eu, ou apenas ter deixado você feliz, como eu não consegui fazer. Não quero mais pensar que não consegui ser amada por você, como ela foi. Ainda que demore, cada ferida aberta, curará, a dor que sangra passará, e quem sabe, aprenderei finalmente a esquecer você. (Larissa Miranda)

Novidades no blog

0 comentários
Google imagens

Oi! A alguns dias fiz algumas mudanças aqui, no meu cantinho. Visto que agora já tenho cerca de dois meses que comecei a blogar, resolvi deixá-lo mais a minha cara, por isso troquei o template, e fiz alguns ajustes. 
Este template eu consegui no blog Templates e Acessórios que disponibiliza alguns itens grátis para nós, blogueiros. Bem, ainda não está exatamente como quero, pois não tenho muita experiência com isso, mais já está ficando legal.
Espero que tenham gostado. Beijos :)
Larissa Miranda

Potography and poetry: A fé no sertão (poema)

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

4 comentários

"Uma singela homenagem a minha terra, no sertão da Bahia, lugar de pessoas humildes porém fortes, cheias de vida e de desejo de viver."

Chapada Diamantina, Bahia

A fé no sertão

Se nesta terra eu nasci
Nela eu morrerei
Na roça que trabalhei
meus filhos irei criar.
Os dias são difíceis
Mais a vida é prazerosa
Pouco a pouco cuidando da roça
E de repente vê-la brotar.

No sertão vivo em alegria
Acordo cedo a cada dia
E olho para o que Deus nos deixou.
Se aos poucos o verde acabou
O sertão tão seco ficou
Foi a estiagem que nos castigou.
Mostra-me, ó Deus, quando esta terra
Voltará a ser tão bela
Como no principio criou.

A noite não consigo dormir
Pois eu sei, é daqui
Que o pão dos meus filhos conseguirei.
Sei que se a chuva não chegar
Ao olhar para a família irei chorar
Imaginando o que amanhã eu farei.

A confiança não me desaponta
Pois sei, Deus pelo pobre sempre olha
E ao abrir a porta vejo agora
O mato a germinar.
Assim o sorriso contagia
Na vizinhança que noite e dia
Trabalha para ver a plantação brotar.

Lidar com a roça não é fácil
Mas a alegria que me dá
Por nesta terra viver
Faz o trabalho prazer se tornar.
Viver no sertão traz imensa satisfação
Aqui tenho o gado e a plantação
A família para me apoiar
E a grande fé, que jamais falhará.
(Larissa Miranda)

Chapada Diamantina, Bahia, minha cidade.
Espero que tenham gostado de conhecer um pouco sobre a minha cidade :)
Beijos!

20 de Outubro - Dia do Poeta (um pouco sobre mim)

domingo, 20 de outubro de 2013

0 comentários

Olá! Hoje, 20 de outubro, é o dia do poeta. Por isso estou a falar sobre como despertou em mim este desejo de 'escrever sentimentos'.

No ano de 2011 iniciei o ensino médio. Entre as muitas novidades que encontrei nesta nova etapa da minha vida, surgiu também a oportunidade de participar de um concurso escolar de artes literárias. Desde bem pequena sempre me interessei pelas artes literárias. Mas agora era diferente. Agora eu escreveria um poema. Então resolvi participar. Escrevi então um poema sobre o meio ambiente com o tema: "Dê uma chance a vida". Com este poema consegui ficar em 2º lugar no concurso. No ano de 2012 participei novamente desse projeto mais desta vez ganhei o 1º lugar com um poema que trazia o tema : "Raízes d'África".
Desde então escrever poemas se tornou minha paixão. Por isso decidi criar o blog, afim de compartilhar aquilo que antes, muitas vezes, eu guardava apenas para mim. Tenho alvos e planos de escrever novos poemas e futuramente escrever um livro. Quem sabe estes planos não se tornam realidade?

"E quando meus lábios emudecem,
Sinto-me livre para escrever meus rabiscos
Minhas histórias inventadas
Que me transportam para um mundo só meu."
(Larissa Miranda)


Uma imagem, 140 caracteres, Escritos Lisérgicos

sábado, 19 de outubro de 2013

2 comentários
Hoje encontrei este projeto No blog Escritos Lisérgicos , e resolvi participar. Espero que gostem!




"Quem me dera se por letras e versos eu pudesse descrever, a reação que meu corpo tem a cada segundo que meu coração palpita por você."


Que Tal participar também? Clique Aqui

Por toda a vida (Romance)

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

1 comentários
Google imagens

Olhando através da janela do seu quarto, Isadora via a beleza que ali havia. Eram montanhas e árvores floridas dando seus frutos, pois era mês de primavera. Dava para ouvir o curso dos rios que passava por trás daquelas árvores. Um sorriso leve e transbordante brotou na face de Isadora.
Já eram 6 da manhã. Passava-se ali uma vida. Com os seus cabelos grisalhos pensava ela no momento em que conheceu aquele que veio a ser o amor da sua vida. Assim, foi acorda-lo, afim de celebrarem juntos os 40 anos de casamento que completariam naquele dia.
Sentada em sua cadeira preferida, onde ela sempre me contava histórias de contos de fadas, essa seria a primeira vez que me contaria a sua história de amor.
Com sua voz rouca e pausada, voltou àquele tempo, onde a inocência de um amor poderia florecer.
Era um dia de chuva naquela pequena cidade. Sua mãe havia lhe mandado comprar leite no mercado. Neste mesmo momento Manoel, passava apressado para o seu trabalho, em uma movimentada livraria.
A chuva molhava os livros que ele carregava, enquanto Isadora, andava depressa, rumo a pequena mercearia do bairro. Neste momento em que se cruzaram, seus olhos se encontraram pela primeira vez e um sorriso, de repente, brotou em seus lábios. Me parece que foi neste instante em que o amor deles nasceu.
Todos os dias Manoel passava por aquela rua, e seus olhos procuravam ver novamente aquela moça que chamou sua atenção. Mas Isadora não passava com frequência naquela rua. Porém, certo dia, por acaso do destino, lá estava ela novamente, em frente à livraria. Lá, Isadora viu novamente aquele que seria seu grande amor.
Assim, depois daquele dia, eles passaram a se ver diariamente, em uma dança com um amor velado e secreto, que sobrevivia apenas em seus corações. Não dava mais para esconder.
Em um dia de domingo, Isadora cuidava tranquilamente das tarefas domésticas, quando sua mãe lhe chamou. Ao entrar na sala, lá estava ele, Manoel, pedindo a sua mão em namoro! As mãos de Isadora tremiam, enquanto seus lábios não produziam sequer um som. A partir de então eles se tornaram um casal de namorados.
Anos passaram-se e aquele amor tornou-se um laço eterno, foram unidos em casamento. Desse amor nasceu então uma filha, Luíza. Esta era o fruto do amor deles dois. Viviam assim, felizes, simplesmente felizes. Criaram Luíza com carinho, educando e ensinando a arte de amar.
Luíza então cresceu e ao tornar-se adulta foi viver sua própria história de amor.
Em seu lar continuavam juntos Isadora e Manoel, em um vínculo inquebrantável de amor, que crescia a cada dia. Juntos até mesmo em momentos dificéis eles mostraram que aquele amor realmente era para a vida inteira.
Um dia, então, ao acordar, Manoel percebeu que sua amada não passava bem. Levou-a então ao médico.
Assim recebeu a notícia mais triste de sua vida: Isadora estava com câncer. Apesar da tristeza e dor que sentia, Manoel mostrou-se forte, ao apoiar sua esposa.
Ela teria apenas 1 mês de vida. Apesar do seu sofrer, a cada dia ele insistia incansávelmente em reafirmar seu amor inabalável por Isadora. Agora faltava apenas 1 semana. A tristeza despedaçava o coração daquele homem, ao imaginar perder a mulher que amava.
No dia do seu aniversário, ao acordar, Manoel virou-se na cama, como de costume e acariciou o rosto de Isadora. Mas o seu corpo gélido, revelava que ela não estava mais viva. Ao lado dela, na cama, havia apenas um bilhete a dizer: " Sinto ter que deixar-te aqui, a sofrer com minha ausência. Saiba que a cada dia que passei ao teu lado, aprendi um novo sentido para a palavra amor. Obrigado por cuidar de mim. Te amo. Desta que sempre será tua: Isadora."
Manoel apenas teve forças para sussurar com os olhos cheios de lágrimas: Nunca te esquecerei!
(Larissa Miranda)

Seguidores

 
Romantic Princess | por Templates e Acessórios ©2010